Como abrir a minha empresa?

Como abrir a minha empresa?

Como abrir a minha empresa?

Durante a construção e finalização do seu modelo de negócios surgem várias questões relacionadas sobre quais as entidades que devem ser consultadas, e qual o melhor enquadramento legal para a sua nova atividade comercial.

Ao avançar com um projeto empreendedor, o primeiro passo será decidir se é melhor criar uma sociedade ou constituir-se como empresário em nome individual, sendo que existem muitas variáveis que devem ser tidas em conta.      

Caso pretenda optar por constituir uma empresa, destacamos as seguintes possibilidades: sociedade unipessoal por quotas, sociedade por quotas ou sociedade anónima.

A nível fiscal as sociedades poderão ser mais atrativas pois as taxas de IRC são inferiores às taxas de IRS, a responsabilidade dos sócios está limitada ao capital social subscrito e há uma separação jurídica entre os bens próprios e os da atividade.

A sua constituição pode ser feita por duas vias: serviço Empresa na Hora, ou pela internet, no Portal do Cidadão. A primeira opção é a mais segura, pois conta com o apoio de uma empresa de consultoria ou advogado que garantem a correta elaboração do pacto social e o esclarecimento de dúvidas.

De seguida, existem uma série de passos que envolvem o IRN (Instituto dos registos e do notariado), a Segurança Social e a AT (Autoridade Tributária e Aduaneira), nomeadamente

1. Comunicação pelo IRN à AT da atividade exercida, dos órgãos estatutários;

2. Nomeação de um CC (Contabilista Certificado);

3. Entrega da declaração de início de atividade via eletrónica ou nos balcões dos serviços de finanças (declaração de início de atividade deverá ser entregue pelo Contabilista Certificado que irá ficar responsável pela contabilidade da empresa);

Enquadramento em IVA (Trimestral, Mensal ou Isento)

Enquadramento em IRC (Isentos, Geral, Simplificado)

4. Segurança Social notifica a entidade sobre o enquadramento dos gerentes com funções executivas, passando a estar do lado da empresa a obrigatoriedade de pedidos de isenção ou enquadramentos por taxas especiais;

Por outro lado, se quiser constituir a atividade como Empresário em Nome Individual, poderá optar pelo regime simplificado ou regime de contabilidade organizada, sendo que o seu regime fiscal será tributado em sede de IRS.

Neste cenário, podemos destacar as seguintes vantagens face à sociedade: não há custos de abertura de atividade, não existe um capital mínimo de abertura, não requer um contabilista certificado (em regime simplificado) e tem um regime fiscal mais simples.

 

Em ambas as formas de constituir atividade, sociedade ou ENI, podemos escolher um regime de contabilidade organizada ou regime simplificado, sendo que todos os detalhes estão presentem no Ebook que ofereceremos.

 

Partilha este artigo nas tuas redes sociais

Comentários (0)

  • userICONSULTING
    Este artigo ainda não tem comentários.

    Adicione já o seu

Escreva o seu comentário ...